IMG_4132.JPG

Abordagem Centrada na Pessoa

 

Terapia centrada na pessoa, também conhecida como psicoterapia centrada na pessoa, aconselhamento centrado na pessoa, terapia centrada no paciente e Psicoterapia rogeriana, é uma forma de psicoterapia desenvolvida por psicólogo Carl Rogers a partir da década de 1940 e estendendo-se até os anos 80. A terapia centrada na pessoa procura facilitar a tendência, auto-atualizante do paciente, "uma tendência inerente ao crescimento e à realização".

 

Em linhas gerais, ter consideração positiva incondicional é receber e aceitar a pessoa como ela é e expressar um afeto positivo por ela, simplesmente por ela existir, não sendo necessário que ela faça ou seja isto ou aquilo; a empatia, por sua vez, consiste na capacidade de se colocar no lugar do cliente, ver o mundo pelos olhos deles e sentir como ele sente, comunicando tal situação para ele, que receberá esta manifestação como uma profunda e reconfortante experiência de estar sendo compreendido, não julgado; por último, é a congruência a condição que permitirá ao profissional, embora nutra um afeto positivo e incondicional por seu cliente e tenha a capacidade de "estar no lugar" dele, a habilidade de expressar de modo objetivo seus sentimentos e percepções, de modo a permitir ao cliente as experiências de reflexão e conclusão sobre si mesmo.